Segunda-Feira, 22 de abril de 2019 Nossa história      

Notícias

CARIDADE DO PIAUÍ PROMOVE PLENÁRIA E DISCUTE SOBRE DEMOCRACIA E SAÚDE

Na manhã desta terça-feira, 2, a Prefeitura de Caridade do Piauí, através do Conselho Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Saúde, realizou no auditório da Cozinha Comunitária, a Plenária da Saúde, contando com a participação de diversos profissionais da pasta e usuários do serviço público de saúde.

Estiveram presentes também o secretário de Administração Jailson de Oliveira, secretário de Educação Aldo Cesar, secretário Governo Willamy Santos e outras autoridades como o prefeito Antoniel de Sousa, o Toninho, vice prefeito Miguel da Silva, vereadores Vilmar da Silva, o Mazinho, Leocádio Bento o Leo Silvano Pedro e Maria da Silva, a Bilu.

Com o tema “Democracia e Saúde: Saúde como direito e fortalecimento do SUS”, o evento foi dividido em dois momentos, o primeiro com a exposição do diagnóstico situacional do município e explanação da temática, e o segundo com a criação de grupos que trabalharam os eixos: Saúde como direito, consolidação dos princípios do SUS e Financiamento adequado e suficiente do SUS, apresentando propostas e elegendo os delegados que irão representar o município.

O evento foi iniciado com uma solenidade onde a coordenadora da Saúde, Tatiana Danuse, agradeceu a presença dos profissionais, comentou sobre a importância da plenária e destacou pontos que devem ser aperfeiçoados no sistema público de saúde.

Em seguida, Mércia Silva, Secretária de Saúde, falou sobre a importância do Sistema Único de Saúde-SUS, destacando o quanto a população necessita do atendimento e agradeceu o comprometimento dos profissionais.

Dando continuidade, o vereador e Presidente do Legislativo de Caridade, Vilmar da Silva Nonato, Mazinho de Benildo, parabenizou os participantes pela dedicação e reafirmou o compromisso do Legislativo com a saúde do município. “Estamos sempre de portas abertas e dispostos a estar sempre atuando em prol do município” disse.

Ao final da solenidade de abertura, o prefeito Antoniel de Sousa, o Toninho, destacou a importância do SUS e as dificuldades que são enfrentadas no dia a dia. “O SUS é de grande importância para a sociedade, a maioria das pessoas dependem desse sistema, mas as divergências vividas no âmbito federal dificultam até mesmo a chegada de recursos e quem sofre com isso é a gente, o povo” disse.

O gestor destacou ainda as melhorias e investimentos que estão sendo realizados no município. “Teremos a aquisição de mais veículos para melhorar o atendimento da saúde e já está em fase de conclusão a UBS no Sítio Jorge, que será equipada através de uma emenda do Deputado Federal Júlio Cesar, que irá oferecer atendimento médico, odontológico, dentre outros, para a população daquela região que hoje precisa se direcionar a sede do município para ser atendida” pontuou.

Após a solenidade de abertura, a Coordenadora da Atenção Básica de Caridade, Ceila Carina, explanou sobre o atendimento público, destacando os problemas existentes, novidades, atualizações sobre o SUS e em seguida explicou a importância e detalhes sobre a plenária, guiando os trabalhos e passando informações sobre os eixos  a serem trabalhados no decorrer do evento.

Encerrando a primeira parte do evento, foi servido um lanche e logo após os participantes foram divididos em grupos, onde montaram suas propostas apresentaram e elegeram os delegados e suplentes que representarão Caridade do Piauí na conferência estadual.

Foram eleitos: representando a gestão Mércia Juscielly Silva (titular), Venilsa  dos Santos Carvalho (suplente), representando profissionais da Saúde José Delmondes-titular d Ana Lorena- suplente e representando os usuários , Larice de Sousa, Maria do Socorro, Valdeir da Silva e Cleidenisa de Matos.

Ainda durante o evento, em homenagem ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, Valdetruda da Conceição, mãe do autista Adriano Augusto, comentou sobre as dificuldades ainda existentes para os portadores e familiares , devido ainda não existir uma conscientização. “Devemos lembrar que autista não é um doente, apenas tem um jeitinho diferente de ser. E o serviço público precisa praticar a conscientização, tanto para os profissionais como para a população em geral” disse.