Quarta-Feira, 13 de novembro de 2019 Nossa história      

Notícias

CAPACITAÇÃO SOBRE PREVENÇÃO E PÓSVENÇÃO AO SUICÍDIO É REALIZADA EM CARIDADE DO PIAUÍ

Na manhã desta segunda-feira, 30, a Prefeitura Municipal de Caridade do Piauí, através da Secretaria de Saúde, promoveu uma capacitação com o tema: “Prevenção e Pósvenção ao Suicídio”, com a psicóloga Thatila Brito.

Com a participação efetiva de profissionais da Saúde, Educação e Assistência Social, o evento foi realizado na Sala da Cidadania e oportunizou um momento de grande importância para o município.

A capacitação faz parte de uma das diversas atividades que Caridade do Piauí vem realizando neste mês de campanha do “Setembro Amarelo”, que conscientiza sobre a prevenção do suicídio.

A 1ª Dama e Coordenadora de Saúde, Tatiane Danuse, fez a abertura do evento e falou da importância em falar sobre o tema suicídio. “É com muita alegria que a administração está promovendo está capacitação para todos vocês. É um tema que exige o esforço de todos nós, por isso a gestão está proporcionando essa capacitação como forma de que todos possam adquirir habilidades e conhecimentos na forma de tratar, acolher, e informar. Que todos nós possamos caminhar juntos, abraçando essa causa tão importante”, ressaltou Tatiana.

A psicóloga Thátila Brito, responsável pela formação, tem um vasto currículo. Ela é mestranda em saúde, membro da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção ao Suicídio (ABEPS), Psicóloga da polícia militar do Piauí e integrante do grupo de trabalho de Prevenção ao Suicídio das Forças Armadas.

Thátila conduziu a palestra fazendo uma introdução sobre a temática, também abordou alguns assuntos relacionados a depressão, ansiedade e importância do diálogo na prevenção do suicídio. No decorrer da palestra, os participantes tiraram dúvidas e socializaram exemplos de casos em que ocorreu o risco eminente de suicídios.

A capacitação proporcionou momentos de autorreflexão entre os participantes, no qual foram trabalhados os aspectos da saúde mental e as maneiras corretas de falar sobre o tema nas escolas ou em outros locais.

A psicóloga comentou sobre o cuidado que a mídia deve ter na veiculação de noticias sobre prevenção do suicídio. “Quando falamos de prevenção do suicídio nos meios de comunicação é importante analisar com cautela o contexto e a forma como a informação será apresentada, pois é um tema muito perigoso para ser vinculado e quando não é feito de maneira adequada pode induzir a ação”, disse Thátila.

Com uma pausa para o almoço, a capacitação se estendeu para o período da tarde, onde foram realizadas dinâmicas contextualizadas com a temática propiciando conhecimento e reflexão aos participantes.